Qual a diferença entre software de código aberto e software de código fechado?

O uso de softwares de código aberto é cada vez mais comum na rotina de usuários comuns e empresas.

Mas você sabe o que difere um sistema de código aberto de um software de código fechado, ou as diferenças de um software de código aberto para um software livre?

Muita gente ainda confunde esses termos, então preparamos esse artigo especial onde falaremos sobre as diferenças entre software de código aberto e sistemas de código fechado. 

Qual é a diferença entre um código aberto e um código fechado?

Também conhecidos como Open Source, os softwares de código aberto são sistemas baseados em licenciamentos, que permitem que qualquer pessoa possa acessar, analisar e alterá-los, sem que seja necessário qualquer tipo de autorização.

Qualquer usuário que altere de alguma forma um software de código aberto pode utilizá-lo como achar melhor, bastando apenas respeitar as condições de uso e distribuição definidas pelo desenvolvedor original do sistema.

Os softwares de código fechado, ou Closed Source, são os sistemas amplamente usados pelos fabricantes de programas, onde o acesso aos códigos é restringido, podendo ser acessado ou alterado apenas por pessoas previamente autorizadas, como os programadores.

O código aberto é mais seguro do que o código fechado?

A discussão sobre a vulnerabilidade dos softwares de código aberto divide opiniões dos profissionais da área em todo o mundo.

Por ser desenvolvido em um ambiente não controlado, esse tipo de software poderia ser utilizado por programadores mal-intencionados, que poderiam implantar nesses códigos funcionalidades maliciosas.

A favor do código aberto pesa o fato de que justamente por estar disponível para que muito mais pessoas possam analisá-lo, seja mais fácil identificar e solucionar vulnerabilidades que possam ter sido adicionadas ao sistema com segunda intenções.

Mesmo sendo acessado por um número muito menor de pessoas do que os softwares de código aberto, a sensação de que os softwares de código fechado são mais seguros pode não ser uma verdade inquestionável.

As vulnerabilidades podem ser encontradas em softwares de código aberto e fechado, além da invasão por programas mal-intencionados também poder ocorrer nos dois casos.

Software de código aberto é a mesma coisa que software livre?

Apesar de serem tratados como se fossem apenas nomes diferentes para o mesmo tipo de software, existem diferenças que definem muito bem cada sistema.

A grande diferença entre software de código aberto e software livre está nas licenças.

Os softwares livres são por essência mais restritivos, pois são utilizados como alternativas, muitas vezes gratuitas, à softwares proprietários.

Um bom exemplo de software livre é o OpenOffice, que é utilizado de forma gratuita em substituição ao Microsoft Office.

Nos programas de software de código aberto o usuário tem total liberdade para modificar o programa como desejar, seja alterando o código, repassando-o ou criando uma versão pessoal assim que faz sua aquisição.

Vantagens do software de código aberto

Com o crescimento massivo do uso de softwares de código aberto por milhões de usuários e empresas, esse tipo de sistema acaba apresentando algumas vantagens sobre o modelo de código fechado, como por exemplo:

  • Compatibilidade: diferente dos programas de código fechado, os sistemas de código aberto possuem a capacidade de funcionar perfeitamente se conectados a sistemas de empresas diferentes, como no caso de necessidade de integração desses sistemas a bancos de dados e sistemas como Oracle, por exemplo.
  • Rede de suporte: como é cada vez maior o número de usuário que utilizam sistemas de código aberto, o número de comunidades como fóruns e grupos onde tudo que envolve esse tipo de software, se torna muito mais fácil conseguir informações referentes a esse tipo de software.
  • Customização: o usuário pode fazer todas as customizações que julgar necessárias em um software de código aberto, fazendo com que o sistema se adeque às suas demandas.
  • Menor custo: por estar disponível para um número imenso de pessoas que podem realizar as alterações necessárias em um sistema fazem com que seja muito mais barata a utilização desse tipo de sistema quando comparado com a opção de código fechado.
  • Confiabilidade: quando você opta por utilizar um sistema de código fechado acaba tendo de confiar totalmente em quem está desenvolvendo o código e caso alguma funcionalidade não esteja de acordo com o que foi solicitado isso será um problema. O código aberto possibilita que você verifique se tudo está conforme foi solicitado, e caso algo não esteja conforme foi pedido é possível fazer os ajustes necessários.

Conclusão

Embora o debate sobre qual tipo de sistema é melhor, em ambos os casos existem boas soluções para usuários e empresas.

Antes de escolher entre o sistema de código aberto ou fechado o mais indicado é verificar qual das opções possui as melhores funcionalidades, assim como as definições de segurança que se adaptam às suas necessidades.

Dessa forma você pode encontrar a melhor solução tanto para uso pessoal quanto para seu negócio, independente do tamanho da sua empresa.

 

linkoficial:
Post relacionados