TUTORIAL: O que é Centos?

Muita gente que está pesquisando sobre a distribuição Linux mais apropriada para seus projetos fica na dúvida se o Centos é uma boa opção.

Bem menos popular do que o famoso Ubuntu, o Centos tem se mostrado um ótimo sistema operacional, capaz de atender muito bem qualquer tipo de cliente.

Utilizar o Centos em seus projetos pode te ajudar a criar soluções mais robustas para seus clientes, então conheça um pouco mais sobre o Centos e as vantagens da sua utilização.

O que é Centos?

Centos é um sistema operacional de código aberto do Linux que possui um grande suporte oferecido pela comunidade de desenvolvedores.

Lançado em 2014, o Centos é considerado uma réplica do RHEL (Red Hat Entreprise Linux), uma das mais utilizadas tecnologias corporativas em todo o mundo, que proporciona ao usuário a possibilidade de em uma das mais importantes distribuições Linux do mercado.

Quais as vantagens do Centos?

Quando comparado com outras distribuições Linux direcionadas ao mercado empresarial, o Centos oferece algumas vantagens importantes.

A primeira delas é referente ao preço, que diferente de muitas outras distribuições Linux que necessitam de um investimento inicial, é totalmente gratuita.

Outra vantagem da utilização do Centos é a sua comunidade que é extremamente ativa, sempre com usuários dispostos a auxiliar os desenvolvedores. Os fóruns existentes e a própria documentação oficial da distribuição também ajudam a solucionar problemas e reduzem a possibilidade de que alguma falha não seja solucionada.

A compatibilidade entre os códigos-fonte do Centos e do RHEL possibilita que sejam utilizadas extensões e aplicações que são semelhantes nos dois ambientes. Essa semelhança faz com que a migração entre esses sistemas seja mais ágil e segura.

O uso da distribuição Centos também pode ser um fator importante de redução de custos operacionais de médio e longo prazo através da simplificação das rotinas de gerenciamento de TI.

Implementar o Centos é extremamente fácil e ele pode ser também instalado em empresas que não podem se dar ao luxo de muitas interrupções decorrentes de upgrades. O sistema não necessita de atualizações frequentes, o que faz com que o seu suporte seja feito no médio e longo prazo.

A interface gráfica do Centos é muito boa, permitindo que ele seja instalado em ambientes onde estão localizadas as máquinas utilizadas pelos usuários finais.

Centos vs Ubuntu

Apesar de ambas serem distribuições Linux, Centos e Ubuntu possuem características que diferenciam bem cada um desses sistemas.

A primeira, e talvez a mais importante diferença entre Centos e Ubuntu seja a arquitetura onde ambos são baseados.

Enquanto o Ubuntu é baseado na arquitetura Devian, a distribuição Centos é baseada no Red Hat Entreprise Linux.

Outra diferença importante entre essas duas distribuições é que o Centos é considerada uma distribuição muito mais estável em comparação com o Ubuntu. O que não significa que o Ubuntu não seja um sistema estável.

O fato de as atualizações do Centos não serem frequentes é o que torna esse sistema mais estável quando comparado ao Ubuntu.

O download e instalação de pacotes também tem um caminho diferente em cada um dos sistemas.

Enquanto no Ubuntu o download de pacotes Deb é feito pelo gerenciador apt-get, no Centos é preciso utilizar o comando yum para fazer o download e instalar pacotes em um repositório central.

A solução de problemas no Ubuntu se mostra mais eficiente do que no Centos, principalmente devido ao grande número de fóruns e comunidades dedicadas ao sistema.

O Centos fica um pouco atrás do Ubuntu no quesito implementação, já que o segundo oferece suporte tanto na nuvem quanto em container.

Clique aqui e saiba como adicionar Repositório RPM Forge no CentOS.

Centos vs Debian

Escolher entre Centos e Debian como soluções para servidor divide muitas opiniões, por isso essa questão merece uma atenção especial.

O Debian possui uma grande base de usuários, por isso é utilizado tanto para soluções corporativas quanto para uso doméstico.

Ele pode ser tranquilamente utilizado tanto em servidores quanto em desktops, e sua utilização acompanha uma grande variedade de programas que podem ser facilmente instalados com apenas um clique, possibilitando que qualquer pessoa realize o processo.

O sistema operacional Centos foi concebido para uso comercial, o que deixa a sua utilização mais restrita ao ambiente corporativo.

Por ter uma configuração padrão que funciona muito bem para servidores, o Centos tem programas embutidos como MySQL, Apache e PHP, essenciais para se trabalhar com bancos de dados.

 

Clique aqui para ver um passo a passo para Corrigir Data e Hora no CentOS.

Qual sistema escolher?

Para saber qual sistema é mais adequado para o seu projeto é preciso bastante atenção na hora de avaliar os benefícios e desvantagens de cada um deles.

Se você é proprietário de algum negócio, a segurança e estabilidade do Centos faz com que ele seja o sistema mais adequado para a sua empresa.

O Centos também oferece suporte ao cPanel, ideal para quem utiliza hospedagem de sites online, recurso que não é suportado pelo Ubuntu.

Além disso, caso ocorra algum tipo de bug em uma atualização o Centos possibilita que você utilize versões mais antigas.

Para quem é iniciante, o Ubuntu pode ser a melhor alternativa, principalmente por ter uma grande comunidade extremamente ativa, onde você pode encontrar muito material para enriquecer seu conhecimento.

Mas a comunidade do Centos também é bem ativa, então o iniciante também pode se aventurar nesse sistema operacional e se sair bem.

Saiba Como Descobrir a Versão do CentOS ou RedHat, clicando aqui.

Conclusão

Existem diversas distribuições Linux que podem ser utilizadas de acordo com a necessidade de cada cliente.

O Centos é o sistema operacional Linux mais indicado para quem precisa criar aplicações voltadas principalmente para o mercado corporativo, que precisa de sistemas mais estáveis e seguros do que as aplicações voltadas para usuários comuns.

Aprofundar seus estudos em tudo que envolve o Centos pode ser um ótimo diferencial na hora de disputar um projeto com outros concorrentes que utilizam outras distribuições para criar suas aplicações.

linkoficial:
Post relacionados