MySQL: O que é, para que serve e suas vantagens

O MySQL, lançado em 1995, é considerado um dos mais populares bancos de dados. Pode-se destacar inúmeras vantagens do MySQL, como a compatibilidade com os diversos sistemas operacionais, entre eles o Linux, Windows e Mac.

Devido ao seu elevado desempenho, uso gratuito, ser multiusuário, robusto e seguro, o Mysql conquistou muitas empresas e desenvolvedores iniciantes.

O que é MySQL e como funciona?

Desmistificando o que é MySQL, consiste num Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD), cujo trabalha com a linguagem SQL. Dessa forma, para interagir com o banco de dados MySQL, é preciso conhecer os comandos SQL.

A sigla sql simboliza “Structured Query Language”, ou Linguagem Estruturada para Pesquisas, utilizada como padrão nos diversos bancos de dados de modelo relacional. Neste modelo, os dados são registrados em tabelas, as quais se relacionam entre si.

Para você entender para que serve MySQL, os sites ou aplicativos que foram desenvolvidos nas linguagens PHP, Python ou Java, precisam guardar as informações do sistema.

Sendo assim, o banco MySQL registra e gerencia esses dados. Através dele, pode-se ler as informações pelo comando “select”, inserir através do “insert”, alterar pelo código “update” e excluí-las, através do “delete”.

Vantagens do MySQL

  • Segurança

Quando lhe for apresentado a definição do banco de dados, para que serve a linguagem MySQL e os códigos pertinentes, dê uma atenção especial ao item de segurança.

O SGBD MySQL é confiável no que diz respeito ao controle de acesso dos usuários. Ele disponibiliza mecanismos robustos para conferir e revogar autorizações, por diferentes níveis de acesso. O comando “grant” dá as permissões aos utilizadores e o “revoke” cancela as mesmas.

Dessa forma, você pode limitar o acesso do usuário a apenas um banco, tabela ou coluna. Entre alguns dos comandos, o “grant all privileges” determina quais usuários terão todos os privilégios, isto é, acesso irrestrito na base de dados.

É possível ainda oferecer permissões para que os utilizadores consigam realizar somente consultas, ou ainda tenham condições de inserir dados, deletar e atualizar informações.

Outro ponto importante, no quesito segurança, são os backups que o banco de dados disponibiliza. Assim, quando ocorrer alguma falha, é possível recuperar toda a base de dados.

Além disso, o SGBD viabiliza realizar auditorias de acesso, para rastrear as atividades praticadas por cada usuário, sendo mais uma das vantagens do MySQL.

  • Integridade do banco de dados

Para garantir que os dados armazenados não sejam corrompidos, o MySQL dispõe de recursos bem desenvolvidos.

Sendo assim, ele impede a exclusão de um registro que seja chave estrangeira de outra tabela. Para você compreender melhor, é importante que saiba para que serve a chave estrangeira no MySQL.

Esta chave é responsável pelo relacionamento entre duas ou mais tabelas. O que ela faz, então, é ligar as tabelas.

Vamos supor que temos um banco de dados de uma clínica. Nessa base de dados, há duas tabelas, sendo uma referente a “paciente” e outra relativo à “consulta”.

Assim, um paciente realiza uma consulta. Na tabela paciente temos os dados dele, como “nome” e “e-mail”. Já na consulta, temos a “data agendada” da mesma. No banco de dados, já foi definida a data em que Maria, por exemplo, fará a consulta.

Voltando a integridade do MySQL, caso a recepcionista erre e exclua a Maria do banco de dados, o sistema irá recusar esta ação. Isso porque, na tabela de consulta, há uma chave estrangeira indicando que Maria já agendou uma data.

  • Desempenho

Esse ponto é altamente relevante quando o sistema é web. Os clientes esperam uma resposta rápida do site, o que garante a credibilidade da página virtual.

Por isso, o MySQL possui excelente desempenho, até quando tem grande carga de informações. Como já foi dito, o MySQL é gratuito. No caso das empresas, é preciso adquirir uma licença para usá-lo.

De qualquer forma, tanto nas versões paga quanto na gratuita, o SGBD MySQL oferece uma boa performance.

O banco de dados proporciona ainda a criação de índices, denominado de “index”. Se você desconhece para que serve o índice no MySQL, ele otimiza as consultas, trazendo os resultados de forma mais rápida.

Os índices podem ser aplicados em qualquer sistema. No caso de transações bancárias, por exemplo, são de extrema importância. Por ser um sistema grandioso, com milhões de registros, imagine você ter que esperar alguns minutos para conferir o saldo. Não seria nada amigável.

O lado negativo na criação de índice é que torna os bancos de dados mais pesados, exigindo mais espaço para armazenamento das informações.

Desvantagens do MySQL

Uma das desvantagens do MySQL, sendo a principal, é que em sistemas realmente complexos, outros bancos de dados são indicados, como o PostgreSQL e Oracle. Estes possuem maior porte, além de recursos avançados para suprir as necessidades.

Veja a diferença de SQL e MySQL, clicando aqui.

Algumas funcionalidades do MySQL

  • Triggers

Também podem ser chamados de gatilhos. Os triggers são funções pré-programadas para serem acionadas antes ou depois de um evento ou query.

Primeiro explicando o que é MySQL query, são as operações de consulta, inserção, atualização e exclusão que você realiza no banco de dados.

Agora imagine que você queira modificar o preço de um item. Então você realiza um “update” na tabela “produto”, a fim de atualizar o preço do pão, por exemplo.

A alteração é feita como de praxe, porém o trigger foi criado para ser acionado antes da query de modificação. Neste exemplo, a intenção do seu trigger é de guardar o valor antigo do pão na tabela “histórico_preços”.

Por isso, primeiro as ações do trigger entram em execução, que insere o produto, no caso o pão, junto com seu valor antigo na tabela “histórico_preços”. E depois realiza-se o “update” que foi solicitado de início, atualizando na tabela “produto” o preço corrente do pão.

Perceba que o trigger tem caráter automático, e sempre que fizer uma atualização do preço na tabela “produto”, o trigger será acionado e rodará antes da query de “update”.

  • Stored Procedures

Os stored procedures são funções criadas para facilitar o trabalho dos desenvolvedores, evitando tarefas repetidas.

Por exemplo, suponha que uma query de consulta é realizada muitas vezes. Para não ter que digitar toda vez o mesmo código “SELECT nome, idade FROM pessoa WHERE sexo = ‘feminino’ ”, você pode criar um stored procedure para efetivar a mesma função.

No “select” em questão, trará para você os nomes e idades das mulheres, provenientes da tabela “pessoa”.

Depois de produzido o stored procedure, denominado “retorna_nome_idade_mulheres”, é só chamá-lo por este nome para realizar a consulta.

Para que serve o MySQL connector?

O Mysql connector permite a conexão das linguagens php, java, asp ou pyton com o MySQL. Assim, sua aplicação desktop, mobile ou web pode gerenciar as informações do banco de dados.

Conclusão

Alguns conceitos iniciais sobre o que significa MySQL, suas atribuições e vantagens foram abordados neste artigo. O SGBD MySQL é um banco de dados ágil, eficiente e robusto, suportando grande volume de dados.

Ele estabelece ainda forte segurança, tanto com relação ao nível de acesso de acordo com o perfil do usuário, quanto aos backups ou cópias das informações, importantes no caso de alguma falha no banco de dados.

Outras vantagens do MySQL são a sua gratuidade, além de conferir a integridade do banco de dados. Ele possui ainda a possibilidade de trabalhar com triggers e stored procedures.

Para acessar o site oficial do MySQL clique aqui.

Hospedagem de sites com MySQL.

Revenda de hospedagem com MySQL.

linkoficial:
Post relacionados